Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

TEXTO PARA REFLEXÃO; "O PRECONCEITO"

Esta é uma história de um soldado que estava voltando para casa após a terrível Guerra do Vietnã e antes de sair da Base Militar ele ligou para os pais e disse:
Filho: Mãe, Pai, eu estou voltando para casa, mas quero pedir-lhes um favor.
Pais emocionados: Claro meu filho, peça o que quiser!
Filho: Eu tenho um amigo e gostaria de levá-lo comigo.
Pais: Claro meu filho, nós adoraríamos conhecê-lo!
Filho: Entretanto, há algo que vocês precisam saber. Ele fora terrivelmente ferido na última batalha. Ele pisou em uma mina e perdeu um braço e uma perna. O pior que ele não tem nenhum lugar para ir, e por isso eu gostaria que ele fosse morar  aí com a gente.
Pais assustados: Nós sentimos muito em ouvir isso meu filho. Talvez nós possamos ajudá-lo a encontrar algum lugar onde ele possa morar e viver tranqüilamente.
Filho emocionado e nervoso: Não Mamãe e Papai, eu gostaria que ele fosse morar aí conosco!
Pais constrangidos: Filho, disse o Pai. Você não sabe o que está nos pedindo. Nós já passamos tanta dificuldade e além disso, temos nossas próprias vidas e não podemos deixar que uma coisa como esta interfira no nosso modo de viver. Acho que você deveria voltar para casa e esquecer este rapaz! Ele encontrará uma forma de viver e alguém que o ajude..... 
Na mesma hora o filho bate o telefone. Os pais não ouviram mais nenhuma palavra dele. Alguns dias depois os pais receberam um telefonema do Exército Americano.
 
Exército: (atende o pai) Por acaso conhece ou é parente de alguém chamado Henry Thrumam?
Pai. Sim, conheço. Ele é o meu filho.
Exército: Pois é. Hoje a tarde nos o encontramos morto na Base Militar.
Pai assustado: Como assim morto? Assassinado? Onde está o amigo dele deficiente? Ele não estava voltando para a América?
Exército: Seu filho suicidou-se e deixou um bilhete. Quer que eu leia para o Sr.?
Pai chorando: Sim, quero. Por favor!!
Exército lendo o bilhete: “ Pai! Mãe! Vocês se lembram de quando liguei pra vocês e disse que levaria o meu amigo pra morar com a gente e que havia ficado deficiente porque pisou em uma mina e tinha apenas um braço e uma perna!!? Pois é. Aquele amigo deficiente era eu!!! Ao invés de voltar pra casa eu resolvi me matar, porque não sei qual seria a reação de vocês sabendo que o  seu filho era deficiente!! Não sei se Deus irá me perdoar por esse ato de suicídio, mas estou aqui de cima rezando e peco para que vocês ajudem a sociedade a acabar com o preconceito que existe contra o deficiente de um modo geral. Sempre amei vocês!! ”
 Os pais desse historia são como alguns de nós. Acham fácil amar aqueles que são bonitos e divertidos, mas nem sempre gostamos das pessoas que incomodam e nos fazem sentir desconfortáveis. De preferência, ficamos distantes desta e de outras pessoas que não são bonitas, saudáveis e divertidas, como nós acreditamos que somos. Graças à Deus há pessoas que não nos trata desta maneira, nos ama com um amor incondicional, que nos acolhe dentro de uma só família. Há um milagre que mora em nosso coração. Você não sabe quando ele acontece ou quando surge, mas você sabe que este sentimento especial aflora e você percebe que a AMIZADE é o presente mais precioso de Deus.
                                                                                                                  (autor desconhecido)

9 comentários:

  1. gostei muito do seu texto

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do texto... ja é a segunda vez que utilizo.

    ResponderExcluir
  3. ME EMOCIONEI COM ESSE TEXTO,HOJE É SÓ O QUE PRESENCIAMOS

    ResponderExcluir
  4. ME EMOCIONEI BASTANTE POR QUE HOJE É SO O QUE VIVIMOS O PRECOCEITO.

    ResponderExcluir
  5. Esses textos são demais e muito bom de ler .emsina muito bbbemmm

    ResponderExcluir
  6. lição para quem não ama de verdade

    ResponderExcluir
  7. essa mensagem espero que toquem nos corações dos humanos e que seja amável independente de qualquer situação

    ResponderExcluir
  8. de mais esse texto!!! amei!!!!!

    ResponderExcluir